Jornal Antena - Encantado RS

Wednesday, Apr 01st

Last update03:55:21 PM GMT

Você está na seção:

Condições das ERS-129 e 130 preocupam motoristas e pedestres

E-mail

 

Buracos, desníveis e falta de sinalização são problemas comumente encontrados em diversas estradas. Na ERS-129 e ERS-130, no entanto, estes contratempos têm promovido críticas por parte dos motoristas e pedestres que utilizam as rodovias.
Há meses, a população vem questionando as condições das vias. A indignação da comunidade aumentou quando, em outubro de 2017, a tarifa do pedágio teve um reajuste que chegou a 34,61%, passando de R$ 5,20 para R$ 7 para veículos de passeio. Na mesma época, a Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), que gerencia a via, anunciou que com o aumento nos valores iria realizar a recuperação das estradas.

Indignação e preocupação
Recentemente, um leitor do jornal Antena entrou em contato com a redação para relatar um fato ocorrido nestes locais há poucos dias. “Eu estava indo trabalhar e na minha frente havia um casal em uma motocicleta, provavelmente, a caminho do serviço. Em determinado ponto, antes de chegar à Igreja do Pinheirinho, em Encantado, o casal tirou ‘dois dedos’ de um buraco enorme. Fico pensando se este casal chegasse a cair e se acidentar, quem seria o responsável por isso?”, indaga.
Henrique* (nome fictício) reside em Muçum, mas trabalha em Encantado, e frequenta a universidade em Lajeado, então, transita pelo trecho Muçum/Encantado com frequência, e pode complementar o relato que o leitor acima descreveu. “Há diversos pontos com má sinalização (falta dos sinalizadores na via), muitos buracos, normalmente nos mesmos locais. Quando ocorre o reparo, ele é temporário. Existe uma grande diferença e nível nas pontes sobre o Rio Guaporé e sobre o Arroio Jacaré.
Nesta última, a sensação é de que a roda do carro vai quebrar toda vez que passo. Falta de sinalização e adequação nos acessos ao bairro Barra do Guaporé e construção de um acesso na Rua Estrada Equador (local de saída de caminhões). Falta um acesso adequado para o bairro onde está localizada a empresa Agras. O acostamento tem desnível (o que é proibido, segundo o DAER), possui material solto, ou seja, não é utilizável na maior parte do trecho. Outro problema crônico está na curva próximo ao cemitério da Barra do Guaporé.
Na ocorrência de chuvas fortes, a água invade a pista devido ao mau escoamento nas laterais podendo provocar acidentes, além disso , tem a questão da falta de acesso para pedestres nas duas pontes, caso que já levou a acidentes nos locais”, argumenta.
Melhorias já começaram
Durante o mês de janeiro, a EGR deu início às melhorias e reformas dos trechos. Por meio de sua assessoria de comunicação, a empresa afirmou que já vem realizando obras nas rodovias vinculadas à Praça de Encantado. “Duas empresas foram contratadas para a execução das obras. Ambos os contratos, que iniciaram em novembro de 2017, têm duração de 12 meses, somando o investimento de mais de R$ 16 milhões”.
Segundo a EGR, em Encantado estão sendo realizados “reparos profundos, para melhorar a condição estrutural do pavimento. A nota ainda explica que na ERS-129, entre os kms 67 ao 126, a manutenção está sendo executada através da empresa Encopav, onde serão investidos mais de R$ 10 milhões. Para o trecho da ERS-130, entre os kms 69 ao km 97, a recuperação da via está sendo executada pela empresa Conpasul, com investimento de mais de R$ 6 milhões.

condicoes das_ers_2condicoes das_ers_1

Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar