Jornal Antena - Encantado RS

Sunday, Feb 25th

Last update04:53:02 PM GMT

Você está na seção:

Fardados de dedicação, autoridades policiais realizam grandes ações na região

E-mail

 

As notícias policiais têm ganhado cada vez mais espaço nas mídias regionais, não só porque é um assunto que sempre ganha o interesse do público. Além de operações que têm resultado em prisões de criminosos, o que tem chamado a atenção da comunidade é a ação dos policiais, que não medem esforços para conter as ações criminosas na região. Duas destas operações ocorreram nos primeiros dias do ano, com autoridades policiais fardadas não somente com o uniforme da Brigada Militar, Polícia Civil, Polícia Rodoviária ou Pelotão de Operações Especiais, mas sim fardadas de dedicação e compromisso com a sociedade.

fardados de_dedicacao_2

 

 

Três mortos e um preso

A primeira ação de combate do crime ocorreu no dia 3 de janeiro, durante o dia. A cidade viveu uma operação quase cinematográfica, que contou com cerca de 40 policiais, perseguição, troca de tiros, busca com helicóptero, prisão e mortes.
A ocorrência iniciou por volta das 9h, quando a Brigada Militar (BM) foi avisada de uma movimentação suspeita com disparos de arma de fogo no bairro Navegantes. Uma viatura fazia patrulhamento nas proximidades e dirigiu-se ao local. Lá, ocupantes de um Fox de cor vermelha, com placas de Porto Alegre, reagiram à aproximação policial com disparos. Após a troca de tiros, os bandidos fugiram pela ERS-129, iniciando uma perseguição por vários locais do interior.
Outro embate com troca de tiros ocorreu na ERS-129, ainda em perímetro urbano. O último confronto aconteceu na localidade de Linha Chiquinha, onde ocorreu o desfecho da ação em meio ao mato. Policiais se dividiram em equipes para cobrir a área nas proximidades onde o carro foi abandonado em uma trilha sem saída. Na troca de tiros, três dos quatro criminosos foram baleados e morreram no local.
O quarto integrante do grupo - Patrick Santos de Souza (25) - despencou de um barranco e ficou presos em meio aos galhos das árvores. Para encontrá-lo, foram realizadas buscas de helicóptero. O Corpo de Bombeiros esteve no local e utilizou rapel para resgatar Patrick, que foi baleado em uma das pernas. Ele foi medicado, apresentado na Delegacia de Polícia e recolhido ao sistema prisional.
O carro Fox que foi apreendido no mato estava com os vidros quebrados e tinha marcas de tiros. A polícia identificou que tinha as placas clonadas e que havia sido roubado no dia 30 de dezembro na Capital.
Nesta ação morreram Gian Henrique Rodrigues, o “Gian da Barranca”, que era natural de Roca Sales e tinha 20 anos. Kleber Luís da Silva (27) era natural de Porto Alegre e Mateus Godoy (16) de Lajeado. Os corpos passaram por necropsia no DML de Lajeado. Nenhum policial sofreu ferimentos. Durante a ação, foram apreendidas duas espingardas calibre 12, uma pistola 9 milímetros e coletes balísticos.
O capitão da Brigada Militar de Encantado, Marcos André Cíceri, destacou a importância do trabalho. “Foi uma ocorrência bastante difícil, envolvendo disparos de arma de fogo, mas nossos policiais estavam preparados e revidaram à altura, obtendo êxito nesta ação”. O capitão afirma que é provável que a ação tenha envolvimento com facções criminosas envolvidas com tráfico de drogas, mas as motivações estão sendo investigadas.
O delegado da Polícia Civil de Encantado, Silvio Huppes, diz que as investigações continuam. “É possível que tenha relação com o tráfico de drogas, mas isto está sendo investigado”, pontua.

 

 

Três presos, um morto

fardados de_dedicacao_1

Já no dia 9 de janeiro, em Encantado, outra operação envolveu efetivo da Brigada Militar de Encantado, Muçum, Coqueiro Baixo, Arroio do Meio, Arvorezinha, Vespasiano Correia, Pelotão de Operações Especiais (POE) de Lajeado, Pelotão Rodoviário e ainda 11 policiais que estavam de folga mas se colocaram à disposição para auxiliar. Conforme a BM, trata-se de uma briga de facções criminosas rivais, envolvidas no tráfico de drogas.
Conforme a Brigada Militar, a ação teve início em Muçum. Quatro homens – dois encapuzados – chegaram a uma casa localizada no bairro São José, em um Prisma, invadindo a residência e alegando serem da Polícia Civil, portando, inclusive, distintivo. Um dos moradores da casa foi atingido por disparo de arma de fogo. Em um contra-ataque, um dos bandidos foi ferido. O grupo fugiu em direção ao interior de Encantado, onde encontraram-se com uma viatura do Pelotão Rodoviário que voltava de uma ronda. A polícia já havia sido avisada que um carro trafegava na região com os pneus furados.
O veículo foi abandonado na Linha São Roque, depois de trocarem tiros com policiais do Pelotão Rodoviário. O Prisma tinha placas de Viamão e havia sido furtado no município de Alvorada na última semana. O grupo de criminosos fugiu, e o indivíduo foi resgatado por populares, tendo se entregado para a polícia posteriormente, quando foi preso.
A perseguição continuou e acabou em uma residência no interior. O grupo de bandidos rendeu uma família, roubando um Uno, que foi abandonado logo depois, em Linha Divertida. A perseguição aos bandidos, que fugiram a pé, continuou. Um deles foi preso em um galpão de uma propriedade particular. O terceiro fugiu pelos matagais. Ele foi preso na tarde da quinta-feira, dia 11. Mateus Saiva da Silva, de 24 anos, foi encontrado escondido atrás de uma porta no interior de uma casa vistoriada pela polícia. Ele possuía um mandado de prisão por roubo, associação ao tráfico de drogas e homicídios.
Dois dos bandidos, feridos, foram hospitalizados. O homem atingido na residência - Noeli Antônio da Silva (45) - foi levado ao Hospital Nossa Senhora Aparecida, de Muçum, e posteriormente transferido para um hospital de Canoas, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no sábado, dia 13. Luís Fernando Lopes Dias (29) é natural de Sapucaia do Sul e atualmente estava na região de Encantado. Ele se entregou aos policiais, e, ferido, foi encaminhado ao Hospital Santa Terezinha, de Encantado.
Os outros dois presos são Lúcio Paulo Alexandre da Silva (24), natural de Porto Alegre, e Cristian Zauza (31), natural de Bento Gonçalves, que estava foragido da justiça. Eles foram autuados em flagrante e conduzidos ao sistema prisional. As autoridades apreenderam diversos materiais, como pistolas 9mm com munições, espingarda calibre 20 e munições, coletes balísticos e distintivo da Polícia Civil.
Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar